[Um curta por semana 10] Um Conto de Natal

Oi gente, como diz o velho ditado popular: “Quem é vivo sempre aparece” cá estou eu! Eu sei que ando bastante em falta com o blog, mas meu notebook não anda muito bem das pernas e parar para escrever algo é sempre um grande sacrifício. Mas, tenho diversos livros para resenhar e pretendo tentar fazê-lo até o fim do ano e provavelmente terei que carregar algumas das resenhas para o ano que vem. Mas, ainda é Natal e apesar da Simone sempre nos perguntar “então é Natal e o que você fez?”, ainda não é hora de parar e refletir e lamentar. Vou deixar isso para o post de finalização do ano.

Enfim, eu adoro o Natal e apesar de ter tanta coisa pra escrever e resenhar, resolvi reviver o meu tópico de curtas – que aliás, pretendo voltar a postar com mais frequência em breve e sim, isso é uma resolução de ano novo lol – . Então hoje eu trago um curta de temático de Natal muito lindinho para se assistir não somente nessa época como o ano todo!

Título: Um Conto de Natal

Gênero: Animação

Duração: 3 minutos e 35 segundos

Gente, esse curta é muito lindo! Ele é curtinho, mas consegue nos mostrar a realidade que vivemos cada vez mais nos dias de hoje, em que nossas rotinas interferem demais no tempo que poderíamos ter com aquilo ou aqueles que nos fazem feliz. Nos mostra ainda que no fim, nos resta apenas a coragem da escolha daquilo que nos faz bem.

Eu assisti esse curta tem um bom tempo no youtube mas não consegui informações sobre ele de jeito nenhum. Não sei que estúdio produziu, quem são os roteiristas ou os animadores. Se alguém souber e quiser me ajudar a obter essas informações, estou aceitando ajuda!

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

P.S.2: Gente, eu fiz um post enorme com vários curtas de Natal, mas meu notebook deu problema e eu perdi o post! Então, vou colocar só esse que eu consegui salvar, e depois, se eu tiver paciência, eu reescrevo sobre os outros curtas, que virão um pouco atrasados pra data, mas o que vale é a intenção!

Anúncios

[Um curta por semana 08] Dia de Los Muertos

dia de los muertos - curta.png

Título: Dia de Los Muertos

Direção e Roteiro: Ashley Graham, Kate Reynolds, and Lindsey St. Pierre da ‘Ringling College of Art and Design”  para sua tese como seniors.

Duração: 3 minutos e 7 segundos

Esse curta que foi um projeto de alunos da Faculdade Ringling de Arte e Design para seu ano como sêniors, retrata a história de uma pequena menina que visita a terra dos mortos, onde ela aprende o verdadeiro significado do feriado mexicano, “Dia de Los Muertos”, ao mesmo tempo em que vive emoções novas ao lidar com a perda de um ente querido.

O curta foi ganhador do prêmio “2013 Student Academy Award Gold Medal”.

Eu acho a cultura mexicana muito interessante, principalmente sobre esse feriado que eles tem para ‘celebrar’ o dia dos mortos, que é um feriado bastante famoso, aliás, bem como o fato de as caveiras ao estilo mexicano terem se disseminado, por seu design super colorido e muito bonito.

Foi legal ter através desse curta, contato com essa cultura e ter uma nova visão sobre essa data tão especial. A animação é muito bonita, rica em detalhes e muita cor, além de trazer a música com ritmo que lembram a cultura mexicana.

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

P.S.: Sem conseguir programar posts no wordpress, o curta dessa semana vem atrasado pois tive um fim de semana bem agitado em que nem tive tempo de usar o computador! A princípio para essa semana queria postar um curta sobre o dia das mães, mas uma amiga querida perdeu o avô esse fim de semana, e esse curta que eu havia assistido tem um tempo me veio à cabeça depois de ter conversado com ela sobre a morte, vida e outras coisas, por isso decidi por ele para essa semana.

 

[Um curta por semana 07] Eu Não Quero Voltar Sozinho

nãoquerovoltarsozinho.jpg

Título: Eu Não Quero Voltar Sozinho

Direção e Roteiro: Daniel Ribeiro

Duração: 17 minutos

Leonardo (Ghilherme Lobo) é um adolescente deficiente visual que em sua rotina conta com a ajuda da amiga Giovana (Tess Amorim). Com a chegada de Gabriel (Fabio Audi) na escola, sua vida muda completamente, pois ao mesmo tempo que tenta inocentemente entender os novos sentimentos despertados pelo garoto, Leonardo tem que lidar com o ciúmes da amiga Giovana.

Eu Não Quero Voltar Sozinho é um curta nacional de roteiro e direção de Daniel Ribeiro, lançado no ano de 2010. Exibido em diversos festivais, recebeu inúmeras premiações.

O curta trata de temas que são normalmente evitados como a deficiência visual, a temática da diversidade sexual, além de abranger temas tão comuns, como a mudança da vida de um jovem da infância para a adolescência, amizades, bullying, etc.

– Longa Metragem –

O curta Eu Não Quero Voltar Sozinho deu origem ao longa metragem Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, do mesmo diretor e roteirista Daniel Ribeiro, que se trata da ‘extensão’ do curta, com a história de seus personagens Leonardo, Gabriel e Giovana, que teve seu lançamento em 2014.

Eu assisti tanto o curta quando o longa e devo dizer que o curta me encantou muito mais do que o longa. Talvez porque no longa seja praticamente o curta com apenas algumas cenas a mais, que de certa forma trazem drama ao filme, mas não necessariamente muito mais conteúdo. Com isso, ao pesar o que ambos os filmes transmitem, devo dizer que acabo tendo preferência pelo curta, por esse despertar tantos sentimentos, contar tudo que precisa, mostrar tudo o que pode, e em tão pouco tempo, envolver o telespectador.

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

 

[Um curta por semana 06] O Ataque do Zezé

oataquedozezé

Título: O Ataque do Zezé

Título Original: Jack-Jack Atack

Produção: Pixar

Gênero: Animação

Duração: 4 minutos e 27 segundos

O Ataque do Zezé é um curta metragem produzido pela Pixar, que foi disponibilizado no DVD do filme Os Incríveis no ano de 2005.

O curta conta a história do bebê da família incrível, que fica um dia com a babá. O que ninguém imagina é que Zezé também possui poderes especiais. E quando este demonstra seus poderes que ainda não controla, deixa a babá de ‘cabelo em pé’.

Estou postando esse curta muito legal em comemoração ao anúncio oficial do lançamento do filme ‘Os Incríveis 2’ que finalmente irá acontecer no dia 28 de junho de 2018 nos cinemas brasileiros!

E, não precisa nem dizer né? Que vindo da Pixar, seja filme, seja curta, a qualidade é garantida!

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

 

[Um curta por semana 05] Cérebro Dividido (Brain Divided)

braindivided

Título: Cérebro Dividido

Título Original: Brain Divided

Produção: Josiah Haworth, Joon Shik Song e Joon So junto com a CGBros

Gênero: Animação

Duração: 4 minutos e 58 segundos

“Cérebro Dividido” é exatamente isso que diz o título. O curta narra uma situação em que o ser humano possui o cérebro dividido por duas personalidades diferentes, mostrando um homem e uma mulher em um encontro, em que os dois lados do cérebro do rapaz brigam para tentar cada um seu próprio método para tentar conquistar a moça.

Quem já viu o filme “Divertida Mente” deve encontrar aqui algo bem famiiar. Li alguns comentários dizendo que esse curta foi inspiração para o filme, aliás, mas não encontrei nenhum fonte oficial dessa informação.

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

P.S. 02: Gente, fiquei dias sem postar e a culpa é toda minha. Sabendo que eu iria estar ocupada por esses dias, eu programei os posts no site do wordpress para que fossem postados automaticamente. Aparentemente eu não sei mexer direito no sistema do wordpress – o que não é exatamente uma novidade – e acabei fazendo algo errado o que levou a  não postagem dos posts que eu havia programado. E eu só descobri isso hoje quando abri o blog para dar uma olhada. Estou tentando ajeitar as coisas por aqui para dar seguimento aos posts!!!

 

[Um curta por semana 04] Sorry I’m Late

sorryimlate

Título: Desculpe-me, estou atrasado

Título Original: Sorry I’m late

Roteiro: Tomas Mankovsky

Gênero: Stop-Motion

Duração: 2 minutos

“Sorry I’m Late” é um curta-metragem do estilo stop-motion que foi escrito e dirigido por Tomas Mankovsky. O filme foi todo gravado com uma câmera parada no teto, em que as cenas são montadas e em seguida reproduzidas.

O curta conta a história de um homem que está atrasado, retratando toda jornada que ele percorre até chegar ao seu destino final. Ao chegar lá, porém, uma pessoa questiona ao ouvir os motivos pelo qual ele está atrasado: “Você espera que eu acredite nisso?”.

É uma forma bem-humorada para retratar como no dia-a-dia, diversas situações inusitadas nos levam ao atraso, e que às vezes, parecem tão absurdas aos ouvidos dos outros, que soam como um bando de desculpas ruins.

Para quem não conhece o estilo ‘stop-motion’, vale a pena dar uma pesquisada, mas se você assistir ao vídeo que eu deixei aqui embaixo, após o curta, há ainda durante os créditos, diversas cenas do making of, que nos dá uma noção desse estilo de filme e ainda, o imenso trabalho que dá fazer algo desse estilo.

Mais informação sobre esse trabalho pode ser encontrado no site http://www.sorry-im-late.com .

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

 

[Um curta por semana 03] A Dama e a Morte (La Dama y La Muerte)

ladamaylamurte

Título: A Dama e a Morte

Título Original: La Dama y La Murte

Roteiro: Javier Recio Gracía

Gênero: Animação

Origem: Espanha

Duração: 8 minutos

Na trama, uma senhora olha saudosa para a fotografia do falecido marido antes de embarcar num sono profundo para finalmente encontrar a morte. Mas um respeitado e famoso médico tem outros planos e, mais por vaidade que por bondade, faz de tudo para impedir isso.

Além de nos fazer refletir frente ao conflito entre alguém querer realmente partir e o dever do médico em salvar uma vida, o curta, feito em computação gráfica, arranca boas risadas com as cenas de batalha entre a morte e o cirurgião. (reitirado do site AnimaMundi)

O curta que eu trago hoje é mais uma animação, no estilo 3D, de duração de 8 minutos que conta de forma divertida os minutos finais da vida deuma senhora.

Este filme se inicia mostrando os momentos de saudade de uma senhora, do ente querido – suponhamos que o marido – que já se foi, para então nos depararmos com o momento em que esta espera por sua vez de fazer a passagem, e assim então poder descansar em paz e ‘reencontrar’ seu amado.

Porém seus planos são frustrados quando um médico – aparentemente muito famoso – a traz de volta a vida. Com bom humor, o curta traz de forma engraçada a briga entre a figura da ‘morte’ e do cirurgião brigando pela ‘vida’ da senhora, que se mostra frustrada toda vez que o médico é bem sucedido.

O filme nos ajuda a refletir sobre a vida e a morte, e ainda, sobre certas decisões que tomamos ante aqueles que amamos. Digo isso pois perdi meus avós não faz muito tempo, e lembro muito bem de quando meu avô, com seus 90 anos, dizia estar esperando apenas a sua vez de ‘ir embora’, toda vez que recebíamos a notícia de algum conhecido que havia falecido. Nós, da família, ríamos, mas fazíamos pouco caso dessas palavras, ao afirmar veementemente que ainda não era a hora.

Às vezes, nos apegamos tanto à vida dos outros, que não vejos o que está além daquilo que podemos ver e sentir.

Eu adorei assistir esse curta pois ele traz uma reflexão e uma lição muito importante, mas com muito humor e de forma muito engraçada, o que deixa essa reflexão menos pesada e de certa forma, mais ‘fácil’ de ser feita.

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

 

[Um curta por semana 02] つみきのいえ (Tsumiki no Ie) – A Casa de Pequenos Cubinhos

tsumikinoie

Título: A Casa de Pequenos Cubinhos

Título Original: つみきのいえ (Tsumiki no Ie)

Direção: Kunio Katô

Roteiro: Kunio Katô

Gênero: Animação

Origem: Japão

Duração: 12 minutos

Conta a história de um velhinho que vive solitário em uma cidade inundada. À medida que a água sobe, o senhor eleva sua casa com pequenos tijolos em forma de cubos para se manter fora do nível do lago sobre o qual vive. Então, um dia, seu cachimbo favorito cai e vai parar em um andar mais baixo de onde sua real moradia encontrava-se naquele momento. Muito apegado ao cachimbo, ele decide comprar uma roupa de mergulho e ir atrás dele. Ao mergulhar, passa a reviver toda a história dele, de sua família e, claro, a da casa, cujos vários andares (cerca de 10), agora estão todos submersos, exceto o último.(retirado do Wikipédia)

O curta que eu trago para vocês aqui no blog hoje é “A Casa de Pequenos Cubinhos”. Esse curta foi ganhador do  Oscar de melhor curta de animação no ano de 2009.

A história é bem curtinha, toda em animação do estilo desenho em 2D e bem simples, com efeitos que nos remetem à algo bem antigo. Esse efeito nos traz uma sensação muito grande de nostalgia, aliás, uma das mensagens que o curta transmite, e muito bem.

O filme faz alusão incialmente à um futuro que pode não estar tão distante de nossa realidade. Com o aquecimento global e as consequências que os humanos vão vir a enfrentar após tantos anos abusando da natureza. Assim, para garantir sua sobrevivência, esse velho precisa sempre estar colocando novos ‘cubos’ à sua casa, a medida que a água vai submergindo o ‘cubo’ anterior.

Mas, mais do que uma ‘crítica’ ao aquecimento global, esse curta traz ainda inúmeras metáforas que podem ser interpretadas de formas diversas, a depender do tipo de visão e sentimento com o qual o telespectador está assistindo.

A água que vem e leva sempre uma parte da casa, leva junto consigo uma parte da vida do nosso velhinho. A água e o tempo. Um cubinho e uma época da vida. Quanto mais profundo ele ‘viaja’ dentro de sua casa de cubinhos, mais distantes as lembranças, maior a saudade daquilo que ali foi vivido.

Um filme singelo, que retrata em 12 minutos sentimentos tantos, com uma singularidade ímpar e uma delicadeza que não pode ser descrita que alguns longas de horas intentam em fazer e não conseguem. Vale mais do que a pena conferir!

P.S.: Vou deixar aqui o link para assistir esse curta no YT!

– Link no Youtube –

[Um curta por semana 01] Os Fantásticos Livros Voadores do Senhor Lessmore (The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore)

fantasticflyingbooks

Título: Os Fantásticos Livros Voadores do Senhor Lessmore

Título Original: The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

Direção: William Joyce, Brandon Oldenburg

Roteiro: William Joyce

Gênero: Animação

Origem: EUA

Duração: 15 minutos

Vencedor do Oscar de melhor curta animado de 2012, The Fantastic Flying Books é uma animação adorável, que mostra o poder dos livros sobre nós, e como podem nos mostrar novos mundos, caminhos e direções além daquelas a que estamos acostumados ou treinados a seguir. A história cerca a destruição provocada pelo furacão Katrina, o gigante que arrasou áreas inteiras do sul da Flórida, Nova Orleans, Alabama, Mississipi e Louisiana em agosto de 2005. Mas os diretores William Joyce e Brandon Oldenburg não deram voz à tragédia, antes, procuraram lançar sobre ela a luz encontrada na literatura. Com referências ao furacão de O Mágico de Oz, o Mr. Morris Lessmore do título é arrastado para um mundo onde os livros são vivos, e cada um deles oferece uma viagem à parte para o leitor navegar em suas páginas. A fantasia encontra a paixão pela leitura. Mr. Morris Lessmore, uma representação de Buster Keaton, passa a viver nesse mundo dos livros vivos, e a destruição ao seu redor ganha cor, passa a ser um viés não tão essencial quanto a viagem maravilhosa que a literatura lhe proporciona, inclusive através do prazer de escrever.

O primeiro curta que eu trago para vocês aqui no blog é “Os Fantásticos Livros Voadores do Senhor Lessmore”. Esse curta foi ganhador do  Oscar de melhor curta de animação no ano de 2012.

Nada melhor do que começar essa nova categoria do blog com um curta-metragem que tem como tema a leitura e os livros né?

O curta “Os Fantásticos Livros Voadores do Senhor Lessmore” foi exibido no Anima Mundi 2013, foi inspirado no livro ‘Os Fantásticos Livros Voadores de Modesto Máximo’de William Joyce, que é inclusive diretor do curta, junto com Brandon Oldenburg.

O curta tem início quando uma tempestade arrasta o Sr. Morris Lessmore, levando-o para outra dimensão, junto com sua casa, devastando sua biblioteca, levando ainda as páginas de sua mais recente obra. Com o desastre, o Sr. Lessmore tem agora uma casa cheia de livros voadores e acaba por redescobrir o gosto pela leitura.

E mais, na nova dimensão que passa habitar, de um mundo monocromático e sem graça, Sr. Lessmore passa a apresentar o mundo da leitura para os habitantes, transformando-os em novos leitores, e assim, passando a recolorir a dimensão, antes tão sem graça.

O curta constrói um cenário que muitos passaram a chamar de ‘homenagem à leitura’, em que este demonstra o quanto ler é bom, e que um mundo sem leitura não tem a mínima graça. Ler, explica o curta, traz cores e tons à vida, e os livros são uma fonte de alegria imensurável.

– Assista Aqui –

P.S.: Os vídeos não são meus, estou compartilhando o link de onde assisti para que vocês possam também fazê-lo.

 

[Um curta por semana] Uma atualização para contar uma novidade no blog!~

Hello, kika here again!

Tudo bem com vocês?

Hoje eu venho com um post um pouquinho diferente! Esses dias, fui com uns amigos em um projeto aqui da cidade que através da fundação de cultura, pretende fazer sessões de filmes de entrada gratuita para a comunidade.

Isso me despertou uma vontade muito grande de voltar a assistir filmes em geral. Eu assisto muita série e muita novela asiática, mas filme que é bom mesmo, nada. Quem acompanha o blog sabe né?  Eu sempre falo que pretendo ver a adaptação cinematográfica de algum livro que eu resenho, mas no fim, acabo nem assistindo por pura preguiça.

Então, ao me cadastrar em um site no estilo do skoob e do goodreads, só que voltado para filmes, me deparei com uma ‘lista’ feita por um usuário do site chamada “Um curta por dia do ano” e achei a ideia maravilhosa. Quero dizer, é difícil parar duas horas ou mais ás vezes no meio da rotina agitada para ver um filme, mas um curta cabe até mesmo naquele intervalo corrido de almoço.

Por esse motivo aderi á essa ‘lista’ e decidi trazer esse desafio para minha vida. Talvez um por dia seja pedir demais, por isso, resolvi criar uma categoria no blog chamada [Curta], para dar então origem ao projeto ‘Um curta por semana’, onde vou trazer todo sábado (ou domingo, não vamos nos limitar lol) um post recomendando um curta que eu tenha assistido durante a semana.

Assim como o projeto de 42 livros em um ano que deu origem ao blog, agora eu trago mais um ‘desafio’ para mim, em que a categoria no blog e o compromisso de trazer posts sobre o assunto, serão usados como uma forma de motivação para que eu continue em frente com a idea.

Posso ainda, uma semana ou outra, trazer por ventura a recomendação de um longa metragem, se eu eventualmente chegar a assistir algum, agora que estou motivada.

Fica aqui uma infozinha pra quem tá perdido como eu tava quando entrei de cabeça nessa ideia:

Curta-metragem, ou simplesmente curta, é o nome que se dá a um filme de pequena duração. O Dicionário Houaiss define curta-metragem como “filme com duração de até 30 minutos, de intenção estética, informativa, educacional ou publicitária, geralmente exibido como complemento de um programa cinematográfico”.(retirado do Wikipédia)

Pelo que eu li, nos critérios da ‘Academia’ que define os filmes do Oscar, curta é aquele filme de até 40 minutos, sendo que nesse tempo já se incluem os créditos!.

No Brasil, existem regulações em lei, que definem o curta como um filme de até 15 minutos. Aparentemente, essa regulação se deu, para que se tivesse um controle da compatibilidade dos curtas, para que esses fossem exibidos nos cinemas antes da projeção do longa. Eu já tive bastante essa experiência de ir ao cinema assistir um filme e rolar de passar um curta antes, logo após os trailers. Eu acho a ideia bem legal!

Sem mais, já aviso que hoje eu já trago minha primeira recomendação de curta, que vai vir em um post separado, para não ficar muito bagunçado por aqui. Por isso, em seguida deste, hoje já vai ter outro post. Um milagre na história desse blog lol.

Espero que vocês curtam a ideia e que aqueles que gostam de curtas possam estar me recomendando alguns, bem como aqueles que tem vontade de ver mais filmes e não o fazem por qualquer que seja o motivo, possam estar se juntando a mim nesse projeto de projeto que hoje se inicia!