[Livros em Série] Perdida

Olá genten!!

Romance saindo!!!

Perdida

 

Graças, não é um daqueles romances muito melosinhos. Carina Rissi nos apresentou Sofia, uma mulher competente no seu trabalho, mas que fechou os olhos para o amor. Melhor, que nunca se apaixonou de verdade. A melhor amiga dela, Nina, vive falando que ela precisa se apaixonar de verdade…mas não é o foco da Sofia.

Eis que um belo dia, após perder seu celular…convenhamos que isso é bem trágico!! Se eu perdesse meu celular hoje ia fica péssima!!!! Voltando…após essa tragédia, ela sai para comprar um novo, e convencida pela vendedora bem estranha, escolhe o que ela apresentou…e ao tentar ligar seu novo aparelho, Sofia é levada para o passado!!

E bota passado nisso…ela está há dois séculos atrás de seu presente. Mais precisamente, em torno de 1830. Totalmente no meio do nada, ela é socorrida por Ian, que a leva para casa para ajudá-la.

Assim começa a história. Temos Sofia tentando entender o que raios está acontecendo, e como se adequar a nova época em que se encontra. Como se portar, as gírias confusas que ela usa…e nossa, o banheiro, época que não havia exatamente um vaso sanitário!! Chuveiro…hahhahah! Sofia fica totalmente perdida (aha! combinou com o título)!

Ian procura ajudar a senhorita, e ao mesmo tempo tenta entendê-la! Ah sim, difícil, porque ela é de outra época, mas Sofia recebe um aviso de não poder sair contando por aí que veio do futuro, até porque iam interná-la! E bom, Ian dá o seu melhor! Sempre atencioso…um cavalheiro mesmo! É engraçado vê-lo em certas situações, como por exemplo, sobre o fato de achar que Sofia está indecente ao vê-la usando apenas uma blusa regata e uma saia.

Fora os dois, temos a irmã de Ian, Elisa, um amorzinhoo!! Temos os que trabalham na casa também…Madalena e Gomes…Teodora, a amiga de Elisa..enfim…basicamente esses.

O livro é de leitura fácil e fluída. A narrativa é ótima…mas vamos lá, os personagens não me conquistaram! O livro em si é bom, claro, mas não foi uaau! Muitos livros não são, óbvio, mas esse eu achei bem…sessão da tarde? Eu gosto de romances, de romances de época, mas sempre espero que os personagens me conquistem, ou que tenha algo que me prenda, mesmo sabendo que a trama sempre segue a mesma linha…só que esse livro não teve isso.

No geral eu gostei, mas né? Não está no topo..e recomendo para aqueles que gostam de romances assim, do tipo sessão da tarde mesmo, algo mais leve e talz…

Bom, por hoje é isso genten!

 

Anúncios

[Resenha Literária] Os 12 signos de Valentina

Oi genten!!

Vim falar hoje desse livro nacional – eu disse nacional?? – gostosinho!

Os 12 Signos de Valentina

Pois é, tava lá eu no Facebook vendo muita gente falando desse livro por aí…e na primeira oportunidade comprei…mas oh! Que fique claro que isso já tem um tempo, to deixando de comprar livros até a Black Friday no mínimo!

Então, esse falatório todo era causado principalmente porque essa história aqui da Valentina começou lá no wattpad…e muita gente estava comentando coisas maravilhosas do livro e resolvi me aventurar, até porque…é com signo, romance e uma capa bem legal…por que não?

De cara você lê uma carta fofa da nossa protagonista Isadora Mônaco para o Lucas, que logo você descobre que é o ex dela. O cara aqui fez uma sacanagem com a Isa e deixou ela no fundo do poço por um bom tempo…e bota tempo nisso..Até que um dia, motivada pela sua prima melhor amiga Marina, e seu projeto na faculdade de jornalismo…Isadora cria o blog “Os 12 Signos de Valentina”, onde ela, postando como Valentina, sairia e conheceria um rapaz de cada um dos signos do zodíaco e contar o que achou de cada um deles.

Vemos Isadora seguindo em frente com sua vida, conhecendo garotos novos, procurando também se entender…novos romances…

Agora deixa eu dar minha opinião aqui.

A protagonista, Isadora…não me simpatizei tanto com ela. Mas não sei explicar o motivo. Incomodou as decisões que ela tomava, e no começo eu nem ia pensar que ela é do signo de áries…mas…sei lá né? Gostei mais mesmo dos outros personagens, como a Marina e o Andrei. A Marina se mostrou presente, ajudou, jogou a real…uma ótima amiga!

O romance em si não foi tão clichê! Tipo, foi legal! Não foi tão espotâneo, mas não foi enrolado. E o final, apesar de já sabermos, guarda uma revelação surpresinha, que curti! Hahaha!

Agora vamos falar do blog e dos signos em si! Essa foi a parte que me incomodou um pouco mais! A Isadora passava um tempo de o quê? 6 horas no máximo, estourando, com um deles, e já descrevia coisas que eu pensava…ela observou mesmo tudo isso? Não sei, não sei…não curti! É a garota…numa certa parte do livro, se torna a expert nisso? Também não vi como…Inclusive em alguns encontros parece que a autora quis forçar uma característica do signo no rapaz…e aí sei la…pra mim não foi! Tipo do canceriano, que chorou horrores num filme…pelo amor não é isso também…

Os casinhos que ela teve com os garotos…olha, sei que ela tava atrás mesmo, mas também acho que fugiu da realidade sabe?

No geral, eu gostei do livro, apesar desses incômodos, todos muito leves, viu? Nada que me fizesse largar o livro e respirar pra continuar. Eu gostei e pra quem quiser uma leitura assim, simples e tal, recomendo! Sobre ele ser divertido…não vi isso, confesso. Eu apenas li e curti, mas não me arrancou risadas e suspiros ou coisas assim.

Mas ta aí um livro gostosinho pra passar o tempo!

É isso gente!

Até a próxima!!

 

[Resenha Literária] Minha Lady Jane

Um livro que estava animadíssima para ler!!

Minha Lady Jane

Livro: Minha Lady Jane
Autor: Cynthia Hand, Brodi Ashton, Jodi Meadows
Editora: Gutenberg
Páginas: 368

Esse livro vai nos trazer uma nova versão da história de Jane Grey, prima do Rei Eduardo VI, da Inglaterra, século XVI. Alguém aí já ouviu falar de Jane? Bom, para aqueles que não sabem nadinha de nada sobre a protagonista, vou falar um pouco sobre a história de Jane.

Vou escrever aqui sobre o que li até então sobre a história de Jane Grey, mas se foi assim mesmo, confesso não saber. Bom…Jane, aos quinze anos, foi obrigada a se casar com Guildford Dudley, filho da principal figura do Conselho do Rei, John Dudley. Tudo corroborando com os planos de sua mãe, Francis, para que sua filha assumisse um dia o trono.

Com a morte do Rei Eduardo próxima, ele acaba por deixar o trono para sua prima Jane, em vez de para sua irmã, Maria Tudor. Jane Grey foi coroada Rainha, e apena aceitou a coroa, mesmo achando que não possuía direitos legítimos sobre o trono. Claro que John Dudley também esperava com isso ter um certo controle sobre todo o governo…já que era seu sogro.

Para quem acha que Maria aceitou tudo isso, claro que não. Nove dias depois, Maria tomou a coroa para si, prendeu sua prima, que logo mais tarde, mandou decapitar. Jane Grey foi decapitada depois de ser Rainha por nove dias, na Torre de Londres. Condenada por traição. Ah, seu marido aparentemente também foi, decapitado em audiência pública.

Resumo aí da historinha de Jane. Agora vamos falar sobre o livro??

Assim como aconteceu, Rei Eduardo, ao estar perto de morrer, fez sua prima Jane Grey casar-se com Gifford, ou Gê, filho de John Dudley. Claro que isso fez parte de um plano de John e a mãe de Jane, Francis. Logo após esse casamento, Eduardo já assina um documento nomeando Jane como futura rainha.

Em sua lua de mel, Jane primeiro descobre que seu marido na verdade transforma-se em cavalo durante o dia!! Tipo, como assim?? Bom, existem os chamados edianos, aqueles capazes de se transformar em algum animal, e os verdádicos, aqueles contra os edianos. Jane sempre quis ser uma ediana e apoia os que são, e em nenhum momento se mostra contra seu marido, apenas gostaria que ele aprendesse a controlar a transformação, mas Gê vê isso como maldição.

Quando os dois estão acostumando-se com seu relacionamento, Jane é chamada a ir ao palácio e assim, subitamente, descobre que é a nova rainha da Inglaterra e que seu primo Eduardo está morto. Agora, vemos Jane tentando se acostumar com o fato de ser rainha, e ainda descobre que a irmã de Eduardo, uma das na verdade, já que ele possui duas (Maria e Elizabeth), Maria, quer tomar o reino.

Gente, o livro é incrível!! A forma de narração das autoras é maravilhosa!! Gostoso de ler e ainda possui um toque de humor!! Ah sim, e vira e mexe as narradoras aparecem na história para comentar algo. O que poderia ser um fiasco, foi ponto forte do livro! Não é sempre que três escritoras no mesmo livro conseguem combinar tão bem a narração.

Os personagens que são apresentados são cativantes demais!! Jane é apaixonante, com seu jeito peculiar! Ama livros com força! Não guarda os pensamentos para si! Esperta! Bom, adorei a Jane! Assim como adorei o Gifford! Gifford descobre mais sobre Jane e vemos ele se apaixonando! Ele, que se faz inicialmente de durão! É ótimo!!

O romance que temos no livro em nenhum momento é forçado ou me deixou tipo, como assim? Foi bem construído! Todo o livro foi!

Vale mais que a pena ler Minha Lady Jane!!! Tudo nele está incrível!

 

 

[Resenha Literária] O céu está em todo lugar

Oi genten!!!

Mais uma resenha aqui pra vocês!

O Céu Está em Todo Lugar

Livro: O céu está em todo lugar
Autor: Jandy Nelson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 424

Primeiro, vamos comentar sobre como esse livro é lindo! A capa dele é bonita…as letras em azul…e as folhas em colorido com trechos sobre pensamentos que nossa protagonista teve…São frases que ela escrevia em árvore, copo, guardanapos…sentimentos que ela tinha e ia deixando para o vento levar.

Agora vamos à história!

Lennie sempre levou sua vida tranquila, à sombra de sua irmã Bailey, a mais animada e extrovertida…até que Bailey morre..

Lennie não esperava por aquilo, e não sabe como lidar com a morte de sua irmã. Sempre a teve do seu lado, e agora isso. Lennie fica envolta a tristeza, raiva e sentimentos assim…As duas desconheciam o paredeiro de sua mãe, e Bailey sempre quis encontrá-la…já Lennie não tinha interesse nenhum sobre isso, e agora também não sabe bem como lidar com a ideia de fazer o que a irmã queria ou não.

Resultado de imagem para o ceu esta em todo lugarPela mãe tê-las abandonado, elas moram com a avó e o tio. A avó sempre carinhosa e preocupada com Lennie, mesmo que as vezes ela desconte a raiva nela…e o tio, que parece não se importar, mas não é verdade.

Esse sentimento todo começa a mudar quando Lennie conhece Joe, o garoto novo da cidade, que busca animá-la e fazê-la voltar para o mundo da música, depois que ela decide largar o “grupo de música” com a perda da irmã. Joe é animado, sempre sorrindo, educado e gentil…alguém que ajuda Lennie a sair do sofrimento. Mas Lennie na cabeça dela acha errado estar se apaixonando, acredita que deveria estar se lamentando pela irmã.

Fora Joe, o namorado de sua irmã, Toby, começa a se aproximar de Lennie, em busca de consolo, já quem ambos entendem o que um está sentindo…bom, já sabem o que isso deve virar né? Toby começa a se apaixonar por Lennie e tudo o mais.

Esse livro é uma história de amor, amor entre a protagonista e os dois garotos…amor entre Lennie e sua irmã, e também um amor que envolve a família toda. A gente vai vendo a confusão na cabeça de Lennie, e ao mesmo tempo que você entende o que ela está sentindo, julga algumas coisas e atitudes que ela tem. Achei isso muito legal.

O livro tem uma narrativa tranquila de ler…é um livro rápido e prazeroso e recomento para aqueles que buscam uma história de amor mais adolescente! Bom, eu gostei, mas não favoritei nem nada! É um livro bom sim, mas talvez todo o drama adolescente não seja meu estilo. Fora isso, o livro é lindo!

 

[Livros em Série] O Ar que Ele Respira

E aí genteeen!!

Quem está afim de uma maré de emoções???

O ar que ele respira

Livro: O ar que ele respira
Autor: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Páginas: 308
Série: Elementos
O novo romance da autora de Sr. Daniels.
Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.

Como deu para notar pela sinopse, não é uma história de romance simples. Primeiro vamos conhecer Elizabeth. Lizzie está passando por um momento de luto após perder seu marido, Steven. E após um tempo, decidida a tentar se reeguer, pois tem uma filha linda, a Emma, para criar, volta para a cidade e sua antiga casa em Meadows Creek.

Logo que retorna, atropela um cachorro e conhece seu dono mal-humorado, Tristan Cole. Não trocam muitas frases nesse tempo…mas logo Lizzie descobre que Tristan é seu novo vizinho.

Tristan, um homem com uma cara fechada, irritado, mal-humorado, antipático e anti-social…e por quem os habitantes da cidade não medem a língua para falar que deve ser louco, violento, agressivo e tudo o mais.

Mas Lizzie se vê meio atraída em tentar conhecer melhor aquele homem. Ela procura meios de conversar com ele…e em uma breve conversa, depois de muitas discussões e de muitos rabugices…Lizzie descobre que Tristan sofre ainda mais que ela.

Ele perdeu a esposa e seu filho e desde então se vê amargurado. Ele se culpa pela morte deles e não consegue se perdoar. Mais que isso, ele não quer seguir em frente.

Já dá pra sentir o quão complicado é! Os dois, atraídos um pelo outro, começam a se permitir tocar um pelo outro, imaginando os respectivos amados falecidos. Eles fazem esse acordo entre eles…meio louco, mas vocês entenderão melhor ao ler!

Mas em um certo momento, isso sai de controle, e começam a se apaixonar de verdade pela pessoa Tristan e Lizzie, e não mais pelas ideias dos falecidos.E com isso, vem aquela sensação de culpa por estarem se apaixonando de novo.

Não basta só isso!! Nós vamos descobrir coisas sobre a morte de Steven e mais obstáculos que o casal tem que enfrentar. Ah vale mencionar que Faye, a melhor amiga de Lizzie, é maravilhosa, engraçada e divertidíssima!

“— Quando é que a vida vai parar de nos machucar?
— Quando a gente aprender a dizer foda-se e
passar a se concentrar nas pequenas coisas que nos fazem sorrir.”

“— Quando eu voltar, vou construir a biblioteca dos seus sonhos, com aquelas escadas altas e tudo mais. E depois vou fazer amor com você entre a Odisseia e O Sol é para Todos.”

 O que fez eu gostar tanto desse livro?? Olha, eu não achei esse livro meloso demais, ou forçado demais como alguns que a gente se depara. O romance fluiu normalmente…primeiro uma atração mais física, e aí sim veio algo a mais. Os personagens foram se conhecendo melhor e enfrentando juntos as dificuldades. É possível notar a dificuldade que eles encontram em superar o passado e se permitirem em ficar juntos.

“Sabe aquele lugar entre os sonhos e os pesadelos? Aquele lugar onde o amanhã não chega e o passado não dói mais? O lugar onde seu coração bate em sintonia com o meu? Aquele lugar onde o tempo não existe e é mais fácil respirar? Quero viver nesse lugar com você.”

A narrativa alterna entre Lizzie e Tristan, e isso foi muito bom para o livro, pois foi possível sentir melhor o que se passava com cada um.

Os personagens são apaixonantes!! São humanos, com todas as dificuldades e fraquezas e esperaA Chama Dentro de Nósnças que surgem! Vale dizer que Tristan é de rancar suspiros hahahhaa!! Os personagens secundários também são ótimos! A Faye e o Sr…esqueci o nome, dono da lojinha onde Tristan trabalha, são um amor!! A Emma é uma filha linda!

Vamos vê-los errando e acertando …e nos apaixonando pela história!

Ah, o segundo livro dessa série ( Elementos), já está a venda com o nome A Chama Dentro de Nós!

Quem curte um drama romance, ta aí um livro meu favoritado para vocês!!

 

[Resenha Literária] O Livro do Amanhã

Hellooo genteenn!!

Mais um livro da Cecilia Ahern na área! É…deu pra notar que aprecio os livros dela, né?

O Livro do Amanhã

Livro: O livro do amanhã
Autor: Cecilia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 368

 

Nascida no luxo, Tamara Goodwin, de 16 anos, nunca precisou olhar para o amanhã, até que a morte abrupta de seu pai deixa a ela e a sua mãe uma montanha de dívidas e as obriga a se mudarem para a casa dos tios de Tamara, em um vilarejo no interior. Solitária e entediada, a única diversão de Tamara é uma biblioteca itinerante. E ali, ela encontra um livro muito misterioso.
Tamara vê inscrições com sua própria letra e datadas para o dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas. No entanto, Tamara descobre que é melhor não virar algumas páginas e que, apesar de muito tentar, não pode mudar o destino.

Bom, o “Livro do Amanhã” tem uma ideia boa, dá pra notar pela sinopse.

Temos Tamara Goodwill, uma garota de…16 anos se não me engano, que sempre teve tudo o que o dinheiro podia comprar, mimadinha sim e até egoísta…e que acaba de perder o pai. O pai de Tamara é a fonte de renda da família, e quando ele falece, Tamara e sua mãe se vêem em uma situação bem complicada. Sem dinheiro, e com sem condições de manter tudo que possuem.

Com tudo isso acontecendo, ambas acabam sendo obrigadas a se mudar para uma cidadezinha do interior, na verdade, lendo, é até menos que isso…parece uma vila no meio do nada hahaha! Então, eles ficam na casa do tio de Tamara e sua esposa.

Mas olha…vou te falar…que mulher estranha é essa tia da Tamara, me dá até uns calafrios…x-x Enfim, Tamara passa a morar lá…sua mãe anda toda na deprê, não quer saber de mais nada. Como havia dito, Tamara também começa a achar a tia estranha e que tem algo suspeito nesse lugar.

Percebemos a dificuldade que Tamara tem em se adaptar a nova vida. Ali, ela não tem nada do que era acostumada. Amigas, dinheiro, ficar à vontade…Sem contar que a tia nem parece gostar de ter que abrigar a sobrinha e sua mãe.

Numa kombi, ou ônibus… livraria ambulante, Tamara descobre um livro…que estava com um cadeado, e que por sinal tem suas folhas em branco. Mas ela percebe que o livro, quena verdade está mais para um diário, começa a encher suas folhas sozinha, com uma narração dela mesma, contando o que acontece no dia seguinte.

Com isso em mãos, Tamara passa a tentar descobrir o que é tão suspeito à sua volta!

Deu pra notar que a ideia é boa? Siim! Mas o livro decepciona em alguns pontos. Primeiro, Tamara me cansou, e muito…mimada mesmo, e uma personagem superficial e não envolvente. A Cecilia até tentou aprofundar mais, mas pra mim não rolou.

O livro diário ficou em segundo plano. Eu esperava saber mais sobre ele, mas fiquei na mesma…ela usou ele e ficou por aí. Infelizmente esperava mais desse lado mágico do livro.

O que salvou o livro e me fez continuar foi o fato de estar curiosa em saber o que raios está acontecendo naquela casa!! E bom, pelo menos essa parte foi bem interessante. Inclusive, aparece uma Irmã que parece saber de muita coisa sobre a vida de Tamara e sua mãe, e por meio dela a gente sabe que tem coisa siiiim por aí.

É…é um rolo mesmo…

Enfim, recomendo o livro? Olha…para quem não tem outros livros na lista aí, ok, leia…mas para quem já tem muitos livros pela frente aí, esquece, deixa pra depois.

Bom, hoje é isso!!

Até maais genteen!!

[DESAFIO LITERÁRIO] Outubro? Novembro Rosa

fiquei-com-seu-numero

Livro: Fiquei com seu número
Autor: Sophie Kinsella
Editora: Record
Páginas:464

Pois é…eu queria terminar de postar as resenhas dos livros de capa rosa que li em outubro pra cumprir meu desafio, e como não tive tempo de postar no mês passado, vou continuar postando eles em novembro.

A próxima resenha trata-se de um livro um tanto queridinho pra mim! É o ” Fiquei com seu número”, da Sophie Kinsella. Pra quem já conhece a escritora, já deve saber o que esperar desse chick-lit maravilhoso!

A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz… Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.

Poppy, nossa protagonista, ficou noiva e está para se casar…e eis que acontece dela perder o anel de noivado, passado de geração em geração, em um hotel! Na confusão em que se mete, ainda acaba por ter seu celular roubado! Mas parece que nem de azar é seu dia, pois encontra um celular jogado no lixo…achado não é roubado, certo? Ela decide ficar com o celular! Acontece que a antiga dona desse telefone é ex-secretária de um empresário. O Sam! Aiai…o Sam…hahaha!

Poppy é super boazinha, cativante…que evita problemas sempre que pode! Daquelas que dificilmente falam não! Meio distraída, atrapalhada e divertida! Adorei a personagem! Seu noivo…o Magnus, é inteligente, boa aparência, vem de uma boa família! As amigas de Poppy a invejam nesse ponto! Hahaha! E aí temos o Sam, o empresário sério, com aqueles momentos que nos deixam sem fôlego,  maravilhoso…

Bom, assim que Poppy começa a usar o celular do lixo e descobre de onde veio, resolve não devolvê-lo. Mas Sam insiste que precisa daquele celular de volta, é onde recebe mensagens e e-mails importantes. Poppy resolve fazer uma proposta: ficar com o celular e repassar tudo para Sam (como se fosse sua secretária). Isso até que encontre seu anel de noivado..que ela decide esconder que perdeu de seu noivo e todos mais. Sam até da uma forcinha nisso!

Por causa dessa proposta, Poppy acaba por colocar Sam em diversas situações complicadas, e também o ajuda em algumas…assim com Sam acaba por ser um ouvinte e conselheiro de Poppy em alguns momentos.

Como toda chick-lit, já dá pra ter uma boa ideia do que acontecerá, não é? Mas nem por isso a história se torna menos empolgante! Eu me senti vendo um filme de comédia romântica! Estava presa aos personagens e a narrativa da forma como só Sophie consegue nos fazer sentir! Posso dizer que esse é ainda meu livro favorito dela! Maravilhoso! Vale muito a pena a leitura de tão gostoso e leve!

 

[DESAFIO LITEÁRIO]Outubro Rosa – Baía da Esperança

baia-da-esperanca

Livro: Baía da Esperança
Autor: Jojo Moyes
Página: 301
Editora: Intrínseca

Liza nunca conseguiu fugir do passado. Mas nas praias paradisíacas da encantadora comunidade de Silver Bay ela ao menos encontrou a liberdade e a segurança que procurava se não para ela, para sua filha pequena, Hannah, até que Mike Dormer se hospeda no hotel que Liza administra com a tia.
Um perfeito cavalheiro inglês, com roupas elegantes e olhar sério, Mike pode significar o fim de tudo que Liza trabalhou arduamente para proteger: não apenas o negócio da família e o lugar que tanto gosta, mas principalmente a convicção de que ela nunca amaria nem seria digna de amor outra vez.

Como já mencionado, esse mês resenharei livros de capa rosa, e pra começar, vim falar do livro Baía da Esperança, da Jojo Moyes.

Esse livro nos conta a história de Mike, Liza, Hannah e Kathleen…em uma área mágica da Austrália, a Silver Bay.

Kathleen mora em Silver Bay desde sempre, e passou a cuidar do Hotel da família. Além disso, tem apelido de Dama dos Tubarões, recebido após, aos 17 anos, pescar um tubarão enorme e entrar para o Guiness. Por causa disso, Kathleen passou anos após esse fato sendo conhecida e fazendo o hotel ser mais próspero.

Liza e sua filha Hannah passam a morar com a tia Kathleen uns cinco anos do ano em que se passa nosso livro. Liza se mostra uma mulher fechada, sempre na dela, e carregando uma profunda tristeza consigo. No barco Ishmael, Liza leva turistas para ver baleias e golfinhos, e essa é a principal atividade dos moradores de Silver Bay. No barco, Liza se sente melhor…menos triste. Hannah, sua filha, é uma garota cativante, uma filha obediente, sorridente e sempre forte.

Mike mora em Londres e é o homem dos negócios. Sabe o que faz, sempre planeja tudo certo, e nunca corre riscos. Por causa de um negócio da empresa onde trabalha, ele acaba indo para Silver Bay, conhecer a área e ver se é possível construir o hotel cinco estrelas ali naquela Baía.

Bom, é assim que a história deles se cruzam. Mike acaba por se hospedar no hotel de Kathleen e conhece Liza e Hannah eventualmente.

baia-da-esperanca2
Capa da editora Bertrand

O desenrolar da história é muito bom e a narrativa de Jojo é ótima! Não tem como esperar menos. Os personagens criados são cativantes e nos prendem à eles. Aos poucos vamos conhecendo melhor o passado de Liza e Hannah, o por que delas irem morar com a tia, e os motivos de Liza ser tão na dela e tão triste…

Eu já imaginava o final da história, mas nem por isso deixei de torcer menos pelos personagens. Eu estava presa mesmo à eles…e ficava curiosa em saber logo qual era o problema de Liza.

O romance criado por Jojo nesse livro não é meloso…é um romance natural, onde os personagens vão se conhecendo aos poucos, e se entregando e confiando um no outro com o passar do tempo. Em alguns momentos, eu sentia um pouco de enrolação no livro, mas nada que me fez querer parar de ler.

Observe o mar por tempo suficiente, seus humores e suas exaltações, suas belezas e seus terrores, e você terá todas as histórias de que precisa, de amor e perigo e daquilo que a vida nos traz em suas redes. E do fato de que às vezes não somos nós que estamos no leme, e não podemos fazer mais do que confiar em que tudo vai dar certo.

O livro foi ficando cada vez mais emocionante, e ao final, não pude deixar de notar que eu estava emocionada demais com a trama criada por Jojo…Vale lembrar dos golfinhos e baleias que sempre são citados e descritos…me deixou querendo conhecer mais esses animais com as descrições que a escritora colocava na narrativa!

Para quem já é fã da Jojo, não deixe de conhecer o livro…e para quem não conhece ainda…super recomendo!

[LIVROS EM SÉRIE] THE KISS OF DECEPTION

kod

LIVRO: THE KISS OF DECEPTION

SÉRIE: CRÔNICAS DE AMOR E ÓDIO

AUTORA: MARY E. PEARSON

EDITORA: DARKSIDE

PÁGINAS: 406

Gente, olha esse livro!! Ele é simplesmente lindoo!! A capa é maravilhosa… Foi amor à primeira vista! Hahahha! E por dentro também, as páginas e sua diagramação estão ótimas! Darkside sempre divando!! *-*

E a história? Quando você pega apenas a premissa da história, parece bem clichê. Uma princesa destinada a um casamento arranjado decide fugir para evitar, e acaba encontrando-se num triângulo amoroso. Parecia isso. Mas aí a surpresa que tive ao ler o livro ao descobrir que vai muito além disso.

Bom, vamos lá. Como mencionei, Lia é mesmo uma princesa destinada a um casamento para criar uma aliança com um outro reino, afim de amenizar a tensão que existe entre eles. Mas Lia não tinha intenção de apenas aceitar esse destino, e junto com sua …hmm “dama de companhia” e melhor amiga, decide fugir um pouco antes de subir ao altar.

kodinsideLia passa a morar em Terrasen, cidade que logo ela passa a ver como seu lar. Começa a trabalhar em uma pensão, servindo, limpando e tudo o mais. Tudo parecia estar indo muito bem…

Mas é claro que as coisas complicam para a Lia. O príncipe, para quem ela estava prometida, decide ir atrás dela, para conhecer como seria essa mulher que decide fugir ao invés de casar. Se não bastasse, um assassino é contratado para encontrá-la e mata-la (claro…). Enquanto lemos, ficamos sabendo apenas quem um deles chama Rafe e o outro Kaden, mas não sabemos quem é o príncipe e quem é o assassino, e isso deixa tudo mais intrigante e mais interessante. A gente descobre quem é quem só lá pra frente.

” Eu me perguntava como seria ter alguém que me conhecesse tão bem, alguém que me olharia direto na alma, alguém cujo próprio toque eliminaria todos os meus outros pensamentos”

E como não podia deixar de ser, Lia se vê envolvida romanticamente com eles. O que achei muito legal nesse livro é o fato de que a gente nota que Lia não fica o tempo todo suspirando pelos dois. Ela sabe que gosta mais de um deles, e não fica naquela confusão que costumamos ver nesse tipo de romance.

Vale mencionar que Lia é uma primeira filha…Isso significa que ela tem dons…bom, todas as primeiras filhas possuem algum tipo de dom, uns mais valiosos que outros. A mãe de Lia, por exemplo, é capaz de ver situações futuras. Entretanto, a Lia no começo ainda não teve seu dom revelado, e isso é envolto em mistério… Que não cabe a eu revelar… Hahaha!

Esse livro nos suga para uma fantasia super empolgante!!  Não é um simples romance…e cada página parece que nos traz um mistério novo! Desde o início sabemos que Lia roubou algo quando fugiu, mas sem saber o que era. E pelo visto é algo importantíssimo!! E eu fiquei naquela “mas o que é isso? Preciso saber logo!!!” Ai, sem palavras para esse livro.

As Crônicas de Amor e Ódio é muito bem escrito, e a história até então está muito bem amarrada, e você não fica com aquelas dúvidas conforme os fatos vão acontecendo. É quem tem livro que você lê e aí parece que algo não faz sentido! Não é esse o caso, eu não me vi perdida ou mesmo cansada da leitura. Mary E. Pearson sabe contar história.

O romance não é desgastante, os mistérios não são entediantes, e os personagens são bem construídos e envolvente. Lia não se mostra uma personagem chata! Ela é bem decidida, bondosa sem ser forçado, amorosa e sabem quem é. Os dois rapazes também são bem interessantes e a gente vai conhecendo eles melhor de pouco em pouco, não é nos dado tudo de uma vez.

Olha…é fantástico!!!! Foi um dos livros mais comentados por aí, e agora sei o porquê! Quem não leu ainda, leia imediatamente! Coloca já na lista de próximas leituras, porque simplesmente é maravilhoso! Envolvi-me completamente!

hodAh, e a editora Darkside já anunciou que o Volume II, The Heart of Betrayal, já será lançado agora em outubro! A capa também está linda! Editora Darkside só amor *-*

Leiam logo, gente!!!!!!

[Resenha] #Livro 06 /2016 – Promessas da Paixão (Harlequin Desejo 77) by Anna DePalo

PROMESSAS_DA_PAIXAO_1244999381B

Título: Promessas da paixão (Harlequin Desejo 77)

Autor: Anna DePalo

Editora: Harlequin Books

Páginas: 183

Griffin Slater, um executivo sexy e poderoso, deseja a filha de seu chefe. Ele já fez amor com Eva Tremont incontáveis vezes em sua mente, mas agora está determinado a desposá-la… e tem um trunfo para convencê-la… A proposta de Griffin é ultrajante! É chocante! É tentadora! O homem que ela manteve a dist}ancia por tanto tempo agora se oferece para realizar seu maior sonho: tem um bebê! E lhe dar prazeres inimagináveis… Mas será o casamento um preço alto demais?. (retirado do skoob)

Sim, eu terminei a leitura de outros livros, mas ainda estou com a vida um pouco corrida e não tive tempo de sentar e escrever sobre todos eles. Sobre o livro A Garota na Teia de Aranha … tenho tanta coisa pra escrever que nem sei por onde começar.

De qualquer forma, estou aqui hoje para falar sobre esse livro chamado Promessas da Paixão da autora Anna DePalo. Confesso que nunca li nada desse gênero, e que na verdade nunca me interessei muito por livros de romance, no estilo popularmente conhecido como “romance de banca de revista”.

Mas, estava lendo uma fanfic esses dias – sim, eu leio fanfics sempre, com mais frequência do que livros as vezes. – e na descrição dela dizia que a história tinha sido baseada na desse livro. Como a fanfic tinha somente dois capítulos, fiquei curiosa e decidi procurar pelo livro original para saber um pouco como o plot da fanfic seguiria.

Posso dizer desde já que ao ler esse livro eu realmente cheguei a conclusão que não é meu tipo de leitura.

A história de uma mulher assombrada por uma doença que a pode impedir de ter filhos ainda muito nova, filha de um homem poderoso e que tem um certo ódio pelo braço direito do pai, outro homem muito poderoso.

Reviravoltas daqui e dali, a atração física, promessas e a chance de talvez ter um filho antes que a doença a atinja fazem com que ela de alguma forma se envolva com o homem que sempre acreditou odiar.

A leitura é bem rápida, não exige muito e é  um livro leve, apesar de conter sim, cenas de sexo e então, não recomendada para a leitura de menores de idade – já vou avisando -.

Mas é só. O livro não é em si surpreendente, tudo gira em torno de um mesmo plot, não há de fato uma reviravolta que não seja previsível e bom, não faz o meu estilo.

PS: Por isso e por não querer soltar spoilers – a história é simples então qualquer informação que eu soltar posso estar revelando o final todo do livro – não tem muito o que escrever. Por essas e outras passei por aqui para deixar esse livro registrado enquanto penso em como eu vou começar a falar sobre a Saga Millenium e outros mais.